quarta-feira, 7 de setembro de 2011

ATAQUES DE RISO


              Você nunca teve um? Nem quando criança? Daqueles incontroláveis, que só pioram com a censura ou reprimenda?
               Eu tive vários e lembro com saudades de cada um deles. Os motivos eram quase sempre fracos, ou nenhum até, o riso crescia como cascata, altamente contagioso e a gente ria até doer a barriga e as lágrimas inundarem os olhos. Tempo bom!!!
               Lembrei disso porque sinto falta de sorrisos no mundo em nossos dias. Cadê o sorriso dos meus filhos? Aquela risada gostosa, barulhenta, até inconveniente às vezes ? Dia desses um deles riu alto contando uma piada e eu até estranhei.
                Aonde anda o sorriso que sempre foi a marca registrada da minha mãe?
                E o meu então? Acho que até já esqueci do som da minha risada. Custo a acreditar que já gargalhei e tive dor no maxilar de tanto rir.
                Meu marido tinha uma risada tão alta quanto ele... que também silenciou.
               As crianças fazem pirraça, barulho, gritaria, mas não sorriem tanto quanto gostaríamos de ver e ouvir.
               Quem roubou o sorriso do mundo? E onde o escondeu? Ou será que foi só aqui em casa que as risadas diminuíram?
               E como é bonito ver alguém sorrindo de verdade! Aquele sorrisão que ilumina os rosto, acende os olhos, contagia!
                Que pena que o sorriso está se tornando uma raridade! Faz tanta falta no mundo!
                Vocês não acham?

Um comentário:

Ivana Maria disse...

Minha querida, você tem toda razão nessa reflexão. Mas, devo dizer que ainda existem muitas risadas,aqui em casa, por exemplo, nunca faltam, pelo contrário na minha família todas nós, a maioria é mulher, apenas um sobrinho homem, somos acusados de "bestas para rir". Contagiamos a todos, tanto que as amigas das minhas filhas sempre vem passar dias aqui porque dizem que aqui se dá muita risada. Não sei qual é o segredo disso, deve ser mesmo porque eu sou muito palhaça e aí quem está do meu lado acompanha. rsrsrs Um beijo grande. E, tenho certeza que as risadas também ainda estão aí na sua casa, basta juntar todo mundo em um almoço, uma tarde de conversa e verá elas.