domingo, 14 de novembro de 2010

PRESENTE DE GREGO

                  "Acidentes acontecem."
                  "Fatalidade."
                  "Podia ser pior."
                  É grande o leque de frases consoladoras, que não deixam de ter sua razão, mas nem sempre amenizam as dificuldades.
                   Estava tão feliz com a perspectiva de me deliciar neste hotel maravilhoso e, logo na primeira noite, meu marido tropeçou e caiu bobamente no quarto, apoiando-se no braço e fraturando o pulso.
                    Além da dor, do susto, da corrida para o atendimento e da preocupação, tivemos que trocar uma suíte deslumbrante por uma sala de cirurgia e um quarto de hospital e aquelas quatro refeições fantásticas pela dieta hospitalar, a banheira de hidromassagem por um chuveirinho e toda aquela intensa programação de lazer por horas de palavras cruzadas num sofá incômodo para mim e cirurgia, soro e injeções para ele.
                     Pobre Paulo.
                     Pobre de mim.
                     É, mas podia ser pior. Sem dúvida.

Um comentário:

francari disse...

Desejo uma pronta recuperação ao seu marido e tudo de bom a você.