quinta-feira, 27 de maio de 2010

SURREAL

               Nada é tão ruim que não possa piorar.
               Primeiro melancólica, depois irritada e agora fula da vida!
               Imaginem que em pleno século XXI, já com a situação econômica estável e sem filhos universitários, cortaram a minha luz!!!
                Senti-me uma favelada inadimplente que tivesse feito "um gato" na luz do vizinho. Indescritível!
                Há mais de vinte anos minhas contas de luz estão em débito automático e eu só as leio para comparar com o mês anterior e maneirar um pouco no chuveiro.
                Pois hoje, nem sei como ou porque, descobri no meio da tarde que só o meu apartamento estava sem energia elétrica. Liquei logo para a CELESC, cheia de razão, solicitando uma vistoria antes da chegada da noite e caí dura quando, após checarem mil  vezes os números dos meus documentos, me informaram que minha luz havia sido desligada por conta de uma fatura de algum mês do ano passado que não tinha sido quitada. Isso eles tendo cobrado e recebido em dia todos os meses desde então.
                Apavorada, descobri que, na fusão do BESC com o Banco do Brasil (que não fui que solicitei) eles devem ter se perdido em alguma conta dos débitos automáticos e esta fatídica fatura ficou a descoberto. Ninguém me avisou, ninguém me cobrou nada, ninguém protestou. Simplesmente, seis meses depois, num belo dia, desligaram a minha luz. Simples assim.
                 Com tanto telefonista enchendo o saco da gente o dia inteiro oferecendo isso ou aquilo, não sobrou um que fosse para entrar em contato comigo  e avisar o que pretendiam fazer e o motivo? Será que um clinte de quase trinta anos que NUNCA atrasou uma só fatura não merece mais respeito e consideração?
                 O atendende exigia que eu procurasse faturas no computador e enviasse coisas por fax, ignorando o fato de que esses equipamentos não funcionam numa casa em que a energia foi desligada.
                 E se houvesse um doente no oxigênio?
                 Uma festa em andamento?
                 Um trabalho no computador com prazo?
                
                 É meus amigos, cidadania é coisa bonita de se ver no papel. Direitos do consumidor então!


                   

Um comentário:

GEEL - Grupo Espírita Esperança e Luz disse...

Pois é Maria Luiza, a coisa é muito feia mesmo. Quando penso que nós trabalhamos até o mes de maio apenas para pagar tributos e impostos, nem sei o que dizer, é muita indignação.
O descaso é uma das piores formas de demonstrar o quanto estamos de mãos atadas diante dos que governam.
É revoltante mesmo!
Abraços