sexta-feira, 30 de outubro de 2009

CAMALEOA

              Já disse e repito que sou camaleoa. Adapto-me, identifico-me, faço-me passar por, enfim, só não em transformo em mau caráter ou falsa, pecados que não tolero.

              Não me diminuo ou me enalteço por pouca coisa, tendo a dimensão exata da minha insignificância, o que não me impede de considerar muita gente como ainda mais insignificante do que eu.

             Até que nem lia meu blog anda reclamando, dizendo que escrevo pouco e ainda tenho a cara-de-pau de ficar cobrando comentários dos leitores.

             Pois é, meus leitores de verdade sabem o que representa para mim escrever e que, se não o estou fazendo com a assiduidade costumeira, é porque minha vida anda mesmo assoberbada e de cabeça para baixo.

           Não sou vovó de novela, ou de cartão postal. Sou vovó de dez horas por dia de presença e cuidados e, no último mês, dia e noite amparando um anjinho cuja mãe está hospitalizada e o pai correndo em várias frentes.

          Se acho ruim? De jeito nenhum! Cansar cansa, e muito! Principalmente pela ciumeira de ambos em relação a esta vovó contadora de histórias, educadora e onipresente.

           Até minha Pitty resolveu colaborar e ter uma conjuntivite da poeira da obra ao lado! Quem cuida dela? Eu, é claro!

          Não me acho sobrecarregada, tampouco infeliz. Há muita gente passando por coisas bem piores na vida.

          Só quero justificar aos meus queridos leitores que, por enquanto, ainda há um vulcão em erupção constante na minha cabeça e que tenho anotado os temas que me ocorrem para depois desenvolvê-los como vocês merecem, com o cuidado e a dedicação necessários.

         Vou viajar uma pouquinho, levando desde a mãe de noventa anos até a netinha de 1 aninho e todos os filhos. Vamos antecipar a comemoração do meu aniversário numa estação de águas e tudo correrá muito bem, se Deus quiser!

       Só por isso tenho escrito menos e ficarei uns dias sem escrever.

       Aproveitem para me ler! Tem muitos textos no blog.

       Abração!

Um comentário:

Jeanne disse...

aproveita o passeio para descansar bastante, estás precisando recarregar as baterias para continuar na luta!
Fica um paz, beijos