quinta-feira, 4 de julho de 2013

NÃO ADIANTA NEGAR!





          Quem não gosta de ler Martha Medeiros?

          Na verdade, por incrível que pareça, além de inúmeros fãs, conheço três ou quatro criaturas que dizem ter aversão a ela.

          Por que será?!

          Porque conta coisas do seu dia-a-dia? Mas ela é cronista!

          E o bom cronista sabe tornar interessantes fatos corriqueiros, que  passam diante do nariz de todo mundo e só ele traduz em palavras; ou pinçar notícias publicadas pela mídia, enriquecendo-as com suas reflexões e fazendo seus leitores refletirem também.

          Nem tudo na vida é ficção e, em alguns dias, preferimos esmiuçar o cotidiano a criar histórias fantásticas. Este é o papel do cronista.

          Viviane Bevilacqua, boa cronista do Diário Catarinense, criou uma reflexão deliciosa sobre os contos infantis, surgida no momento em que os recontava para as crianças de hoje e percebendo o quão distante estão da realidade desses novos pequeninos.

          Alguns escritores e leitores pensam que se escondem sob uma literatura em terceira pessoa. Muita ficção é bem mais autobiográfica do que seu autor pretende. E muita crônica, aparentemente surgida a partir de vivências pessoais, desvincula-se bem mais da história do autor do que possa parecer.

          O autor está sempre presente no que escreve, nem que seja como negação do que concretamente apregoa.

          E não adianta negar!


Um comentário:

Jeanne Geyer disse...

acho que ninguém nega mesmo,rsrs não gosto da Martha Medeiros porque não gosto de crônicas, prefiro concluir os assuntos por mim mesma. Fernanda Young eu gosto, ela é inteligentíssima! bjs