sexta-feira, 19 de julho de 2013

O REVERSO DO HOMEM




Homo sapiens... pois sim! As tragédias servem também para evidenciar nuances tenebrosas da natureza humana, ou dita humana.
Mesmo com tanta barbaridade exposta dia e noite nos jornais e meios de comunicação em geral, ainda conseguimos nos surpreender com o que determinadas pessoas (homens na maioria dos casos, verdade seja dita) possuem dentro desta carcaça que se chama corpo: "por fora bela viola, por dentro pão bolorento."
Imaginem o desespero de famílias que perderam tudo com guerras e catástrofes naturais. Num vislumbre de que ainda há salvação, pessoas de toda parte  costumam recolher e enviar o que podem para ajudar, inclusive a enfrentar os rigores do inverno. Agora, imaginem  aves de rapina vestidas de gente, aproveitando-se das tragédias para saquear o pouco que restou nas casas desmoronadas, outros criando contas fantasma para doações. E terceiros desviando alimentos e roupas (e vendendo!) doados por pessoas que nem tinham tanto assim, mas fizeram questão de repartir. ISSO é gente?!
Por isso hesito tanto em culpar os governantes pelos desmandos do país. Eta povinho!
Que os pobres e os menos ricos ajudam mais, já é sabido. Que algumas pessoas aproveitam para fazer uma faxina nos armários e enchem sacolas de quinquilharias inúteis achando que estão salvando muitas vidas, a gente também já sabia. O que ainda consegue nos surpreender é o fato de verdadeiras quadrilhas se dirigirem às regiões afetadas para praticarem seus assaltos. Isso é de uma maldade sem tamanho!
Se essas pessoas não têm uma fé, não temem a Deus, nem à polícia, nem a ninguém, não deveriam poder existir num mundo em que não acreditam, nem respeitam.
Ver pessoas comendo lixo nas ruas dos ricos é muito triste. Ver velhos catando latinhas com as pernas enfaixadas dói na consciência da gente. Ver homens e mulheres arrastando pelas ruas pesados carrinhos, lotados de papéis, xingados pelos motoristas, tomando chuva e sol e se arriscando entre os carros parece uma barbárie. Ver crianças de pezinhos pequenos, descalços, mendigando nas esquinas e já experimentando drogas é um tapa na cara do povo. Só que não são esses excluídos que lá estão saqueando a população que fugiu de casa com a roupa do corpo e passa fome e sede. Não são esses. Os que lá estão são BANDIDOS e deveriam cumprir pena com trabalhos forçados, na reconstrução e limpeza das cidades.
É o reverso do homem. Seus porões escuros, feios, de vísceras à mostra.
Destes, definitivamente não gosto.



2 comentários:

Elisabete Stolarski disse...

O problema dos brasileiros é que eles (alguns) seguem a ''Lei de Gerson'' levar vantagem em tudo... que pena, pois o Brasil seria melhor se cada um fizesse sua parte em favor do outro.

Gilda Souto disse...

Oi Maria Luiza, anotei o que escreveste e me fez considerar uma pura verdade, que eu nunca soube dizer ou escrever, mas é a mais pura verdade, também para mim e tu disseste com muita propriedade...coisa de escritora: "Se as pessoas não tem fé, não temem a deus , nem a polícia, nem a ninguém , não deveriam poder existir num mundo que não acreditam, nem respeitam"