sábado, 27 de agosto de 2011

ANIVERSARITE

                
Nós, mulheres, temos a mania de viver reclamando da natureza, da gravidade, etc. No entanto, a natureza é sábia, porque foi criada por um Ser superior e tudo é perfeito, pelo menos até que o homem coloque a mão.
Uma amiga muito querida, lá do meu Alegrete, disse-me que "ficar velha não é problema, o problema é enxergar menos e ter que colocar óculos até pra ler no banheiro". Concordei, é claro, porque é muito chato este tira e bota de óculos, quando nosso defeito visual é "natural".
Sendo uma leitora voraz desde que me alfabetizei, até demorei para usar óculos, lá pelos quarenta e poucos anos. Meu oftalmo - que é inteligente, charmoso, bonitão, bem-sucedido, poeta e, obviamente, muito bem casado - tem exatamente a minha idade, por isso caprichou na gozação. Perguntei-lhe o nome da minha deficiência visual, pois todo mundo que usava óculos tinha miopia, astigmatismo, etc. Ele fez um risinho irônico e descascou: - Diz que é "aniversarite!"
O maior problema da aniversarite é que, de longe, enxergamos muito bem e os óculos só atrapalham; então, fazer a chamada na sala de aula, por exemplo, sempre foi problemático. Sem óculos, não consigo ler o nome do aluno; de óculos, não vejo a cara dele.
Maquilagem também complica. Sem óculos, os traços saem tortos, as cores ficam carregadas. De óculos, como chegar aos olhos para delineá-los?
Agora minha amiga e meu amigo, a pior coisa é colocar os óculos, iluminar bem o ambiente, chegar pertinho do espelho e se olhar! O que aparece de pés de galinha, falhas na sobrancelha, imperfeições, etc... é melhor nem ver.
Por isso a natureza nos diminui a visão, para que não possamos testemunhar nossa decadência física, natural a quem teima em continuar vivo. E vamos lá colocar óculos de aumento, onde cada furinho de celulite assume proporções trágicas e derruba qualquer auto-estima.
Já repararam que dente também envelhece? Meninos, quando comparamos nosso sorriso nas fotos mais antigas e nesse espelho assassino, dá vontade de chorar. Por isso não existe, nem entre os atores da Globo, um ator ou atriz "mais maduro" com aquele sorrisão branco de antigamente, a não ser os que aderiram aos implantes dentários.
De óculos descobrimos também manchinhas do sol nas mãos... e o saldo de tanta praia e tanta preguiça de colocar as luvas fica registrado nelas.
Aquele batom que parecia ótimo nem está tão bem passado assim e sua cor nem é tão bonita. E essa penugem fina no rosto? Será que vou criar barba???
Cruzes! Socorro! Vou tirar já esses óculos de três graus e me olhar de novo, senão vou começar a chorar.
A natureza é sábia... a visão diminui para nos proteger e apenas para lermos coisas interessantes (e outras nem tanto como esta) é que vale a pena corrigir a aniversarite.
Não é Dr. Barbosa?!


Um comentário:

Ivana Maria disse...

kkkkkkk adorei o texto!
Tem toda razão amiga, "A natureza é sábia..."
Isso me fez lembrar um post que escrevi intitulado AMIGO VELHO, sobre o choque que eu tive ao rever um amigo que não via desde o segundo grau. Dá uma lida, acho que vai gostar. Não escrevo tão bem, mas te admiro e aprendo com pessoas como você e vou me aperfeiçoando. Um abraço.