domingo, 7 de fevereiro de 2010

A VOLTA DOS LENÇOS E LEQUES

               Voltando agora da Missa, que o padre terminou mais cedo por não suportar o calor sob a batina, vinha no carro pensando que a moda tem suas motivações e este calor inqualificável pode ser uma delas.
                 Dos poucos corajosos que se arriscaram a cumprir sua obrigação espiritual e que se amontoavam debaixo dos ventiladores, quase a totalidade portava um lenço na mão, encharcado de suor. Das mulheres presentes, muitas se abanavam com o que encontrassem à mão e algumas delas desfilando seus leques, que as crianças olhavam encantadas, pois aquele artefato era, até então, desconhecido para elas.
                  Eu mesma tenho alguns leques bem bonitos, pois sempre gostei deles (meu sangue espanhol talvez), todavia, até agora só tirara fotos com eles. De repente, além de toda aquela infinidade de supérfluos necessários que carregamos na bolsa, o leque está tendo um papel importante, como algo que não pode ser esquecido, sob pena de derretermos nos lugares por onde andamos, já que nem os aparelhos de ar condicionado tem dado mais conta de  amenizar tanto calor.
                   Meu neto Lucas adora praticar o abrir e fechar do leque, naquele estilo andaluz mesmo. E olha que não é tão simples, pois muitas pessoas se  abanam até com o leque virado, a linda estampa para baixo, num total estranhamento com o novo acessório.
                  Vendo aquelas mulheres se abanarem na Missa, não pude deixar de lembrar da minha avó. Com que classe e graça ela abria seu leque e se refrescava, apenas com um sutil movimento de pulso!
                   Pobre planeta! Pobre de nós! Pobres crianças que recém estão nascendo!
                   Nem as formigas conseguem manter seus rituais e invadem cada gota de algo um pouco mais doce que a água.
                   Todo mundo suspira pelo inverno, pelo vento, pelo frio. E olha que também deverão ser extremos, a julgar pelas nevascas americanas e européias.
                    Bem, mesmo com a conta de luz beirando o apocalipse no meu saldo bancário, vou voltar a ligar o ar condicionado, sem dúvida a maior invenção do homem! Ufa!

3 comentários:

Jeanne disse...

De Forno Alegre para Floripa:
a prisão domiciliar provocada pelo calor me deixou tempo para visitar os blogs amigos.
Realmente a coisa está complicada!
Beijos

Maria José disse...

Maria Luiza. O que os homens estão aprontando com o Planeta??? Isto tudo é consequência da irresponsabilidade e inconsequência dos homens, que não pensam em deixar um lugar limpo e saudável para os pequeninos de hoje. Beijos, amiga e obrigada por sua visita ao Arca. Adoro quando aparece. Tenha uma semana feliz.

Celina disse...

AGRADEÇO A SUA VISITA AO MEU BLOG E TAMBEM A GENTILEZA DE GOSTAR DO MESMO ME DEIXOU MUITO FELIZ. DESEJO TUDO DE BOM E QUERO QUE SAIBAS QUE TUDO PASSA. PACIENCIA AMIGA.CELINA