quinta-feira, 8 de março de 2018

DE MULHER PARA MULHER



                         No dia dedicado à Mulher – 8 de março – além de exaltar e enaltecer as mulheres como sempre faço, quero me dirigir a três mulherezinhas que ainda não desabrocharam, procurando auxiliar neste processo, destacando o que é mais importante e também o que devem evitar. Logicamente, o texto serve também para todas as pequerruchas que se encontram nesta fase da vida.
                        Então, especialmente para minha neta BRUNA - de 9 anos, para ALICE – de 5 aninhos  e para LÍVIA - com quase 3,  expresso os desejos mais cuidadosos de uma avó que viveu mais, conhece a vida e quer ser uma guardiã da felicidade de vocês.
                       Desejo, sinceramente, que vocês e as mulherezinhas da novíssima geração:
                      - Sejam sempre respeitadas e se respeitem também.
                       - Continuem, pela vida afora, sendo a princesinha do papai e a mimosinha da mamãe.
                       - Que nunca se entreguem aos vícios e a quem lucra com eles, porque, quem nunca experimentou, não sente a menor falta, podem estar certas!
                       - Aprendam com os erros, não desistam de seus sonhos, mas não repitam o que lhes fez mal, ou magoou.
                       - Viajem bastante, alargando seus horizontes e conhecendo outros costumes.
                        - Não sofram muito com cólicas menstruais.
                        - Tenham poucas espinhas na adolescência.
                        - Não briguem com seus lindos cabelos, nem com a balança.
                        - Não se apaixonem pela pessoa errada.
                        - Mas se apaixonem (mesmo que os papais abominem a ideia), vivam grandes amores, grandes emoções e seus olhos brilhem tanto quanto as estrelas do céu. E só permitam (e se permitam) ciúme na medida certa, como “tempero” e jamais como causa de sofrimento.
                           - Que cresçam num mundo melhor, com menos violência, mais cuidadoso com a natureza, livre de preconceitos e cheio de amor e cuidados com os animais.
                          - Leiam muito! Leiam sempre, descubram o prazer genuíno da boa leitura e a companhia preciosa do livro, em todas as horas, em todos os lugares. Só terão a lucrar com isso!
                         - Sintam o prazer de estudar, de aprender, de adquirir novos conhecimentos, não como um fardo pesado, mas como uma escada gigante que as conduzirá ao topo da vida.
                       - Escolham bem sua profissão, no entanto, não hesitem em trocá-la, caso não se realizem nela.
                      - Cuidem do corpo, por dentro e por fora. Aprendam a cozinhar para comer alimentos saudáveis, ao invés de ingerir tantos produtos químicos embutidos nas comidas prontas. Cozinhar pode ser muito prazeroso e a saúde agradece.
                       - Dancem sempre, pratiquem exercícios, desfrutem da generosidade do mar e das praias que compõem a moldura de seus lares.
                      - Usem a tecnologia com parcimônia, para que não se afastem do convívio prazeroso e fecundo com a família e com os amigos.
                      - Deem aos bens materiais sua real medida, usufruindo deles, mas nunca deixando sua vida e seus objetivos serem dominados pela ambição de obtê-los, cada vez mais, numa escala de valores invertida que não traz felicidade duradoura.
                      - Pratiquem e cultivem uma Fé, sigam uma religião que lhes dê as respostas que precisam e as console nas horas mais difíceis.
                      - Sejam sempre amigas! Porque são primas-irmãs, filhas de dois irmãos muito amigos e hoje se adoram, brincam juntas, dão risada, fazem bagunça na casa da vó! Uma prima bem amiga, lá adiante, será uma confidente, uma parceira, uma excelente companhia.
                       - Chorem de rir!
                       - Tenham amigos sinceros!
                       - Que a música seja uma constante, uma trilha sonora por onde suas vidas transcorrerão. Além dos modismos, cultivem a boa música, a música eterna e clássica, que tão bem faz aos ouvidos e ao espírito. Aprender um instrumento é sempre bom, porque a música mexe com todos os nossos sentidos. Piano quem sabe?! Brincadeira, escolham o instrumento que mais lhe atrair, para o qual se sintam mais inclinadas.
                      - Tomara que sejam muito felizes e que tenham filhos e netos tão maravilhosos e lindos como os meus!
                      E, por último, não esqueçam desta vovó que ADORA VOCÊS! Que vibrou, eufórica, quando descobriram, no ultrassom, que vocês seriam MENINAS!
                      E que a saudade, lá adiante, seja sempre boa, reconfortante, presente, como a que eu sinto da minha avó.
                     Feliz Dia da Mulher minhas mulherzinhas queridas!








Nenhum comentário: