quinta-feira, 26 de novembro de 2009

CINQUENTINHA

               Vou cobrar direitos autorais.
               Não é a primeira vez que invento um termo e "misteriosamente" ele aparece na mídia tempos depois.
               Numa crônica antiga cunhei o termo "oscarito", numa alusão ao Oscar, para ser dado ao filme Central do Brasil, já que ele não levara o prêmio da Academia. Publiquei no jornal e tudo. Tempos depois, li que pretendem mudar o prêmio "kikito" do Festival de Cinema de Gramado (termo que não significa mesmo nada) para "oscarito". Coincidência...
               Bem, há sete anos escrevi uma crônica intitulada "Adoráveis Cinquentinhas",(em oposição ao pesado termo "quarentonas"),que foi premiada em concurso e publicada em livro. Há dois anos criei meu primeiro blog com este nome que, inclusive, mantive no endereço do "Simplesmente Maria".
                Pois bem, Aguinaldo Silva (parece que é ele) assina a próxima minissérie da Globo, intitulada "Cinquentinha".
                E agora? Quem nasceu primeiro, o ovo ou a galinha? Imaginem se alguém vai admitir que uma escritorazinha desconhecida tenha criado o termo primeiro!
                Mas criei. E o seu Aguinaldo, se não me copiou, teve a mesma idéia, bem depois.
                 

2 comentários:

Jeanne disse...

Pois é, dizem que as idéias estão no ar, e tu como escritora, tens a sensibilidade para captar o chamado "inconsciente coletivo".
Acontece sempre comigo, uma das expressões que inventei foi "livre, leve e solta", não escrevi, mas falava sempre.
Já faz um certo tempo que até vulgarizou-se esta expressão.
Mas não faz mal, nunca vão te faltar idéias, já quem copia...
tem a Marcia Tiburi, uma filósofa escritora gaúcha que se diz "copy left", quem quiser que copie, porque para ela não faltam idéias,rsrsrs...
Lembrei de ti quando vi a propaganda.
Beijos

Anônimo disse...

oi vo malu









beatriz, sua neta e do vo paulo